Presente na vida de mais de 16 milhões de brasileiros, a diabete é uma doença sistêmica que atinge todas as partes do nosso corpo e que em alguns casos, pode levar o paciente a cegueira. Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), no Brasil, cerca de 11% da população é diabética.

A diabete é doença caracterizada pela falta de insulina ou da incapacidade da insulina de exercer os seus efeitos, que consequentemente aumenta os níveis de açúcar no sangue. Dentre as muitas complicações a saúde que a diabetes pode trazer, a retinopatia diabética está ligada ao excesso de glicose no sangue e que danifica os vasos sanguíneos dentro da retina. No Brasil, 300 mil brasileiros são cegos em virtude desta doença.

E os sintomas?

Assim como a diabete, a retinopatia diabética é uma doença silenciosa. Por não apresentar sintomas no seu estágio inicial, o paciente não faz ideia que os danos que estão sendo causados aos vasos sanguíneos nos olhos.

Porém, com o passar do tempo, a visão vai perdendo força e também pode acontecer uma hemorragia vítrea, que é quando as paredes frágeis da cavidade vítrea se rompem e isso causa danos irreversíveis a visão.

Como evitar a retinopatia diabética?

Estatísticas apontas que 6 milhões de brasileiros possuem a doença, sendo que em muitos casos ela poderia ser evitada. 

Manter os níveis normais de glicemia é o mais correto, principalmente para quem já diagnosticado por algum tipo de diabetes, e principalmente, através das consultas e exames de mapeamento anuais com o seu Oftalmologista.

Checar sempre a pressão arterial, taxas de colesterol, manter uma uma alimentação saudável e fazer exercícios, previne não somente as diabetes, mas muitas outras doenças.